Quem somos

Como Surgiu

Segundo o Sebrae SC, existem mais de 400 mil microempreendedores individuais (MEIs) em Santa Catarina, o que representa quase a metade do total de empresas do Estado.

O maior desafio daqueles que se tornam microempreendedores individuais é, como qualquer empresa de outros portes, se manter competitivo no mercado, crescer e gerar renda.

Durante uma maratona de inovação para projetos públicos realizado pelo próprio Sebrae SC, a CEO do Impact Hub Floripa, Gabriela Werner, se deparou com um dado alarmante: a cada mil MEIs registrados, somente 2 (0,2%) viraram microempresa de um ano para o outro.

Foi em uma conversa informal em 2016 com o até então secretário de Desenvolvimento Econômico Sustentável de Palhoça, Marcelo Fett, que o problema se tornou uma oportunidade para inovação. O Impact Hub, com o apoio do Sebrae SC, desenhou então o projeto de um programa inspirado em aceleradoras de startups e empresas de tecnologia, que levava as ferramentas mais modernas de gestão, autoconhecimento e crescimento para uma realidade adaptada ao microempreendedor individual.

 

O Salto: Aceleradora de MEIs surgiu então para ajudar o microempreendedor no seu maior desafio: crescer. O programa foi criado com foco no desenvolvimento profissional e pessoal de cada microempreendedor, buscando melhorar seu negócio e, consequentemente, aumentar sua renda. O objetivo do Salto é auxiliar esses MEIs a crescerem e desenvolverem sua liderança e habilidades empreendedoras podendo assim, em médio prazo, evoluir para uma microempresa.

A Primeira Edição

A primeira edição do programa foi implementada em Palhoça em 2017 sob iniciativa do secretário Marcelo Fett. Junto com os parceiros SEBRAE-SC e Banco do Empreendedor, o piloto conseguiu entregar valor para 150 microempreendedores individuais da cidade, com 17 pessoas terminando o programa com certificado.

Resultados de 2017

das empresas aumentaram o faturamento.
dos participantes disseram que o método do Salto os ajudou a desenvolver competências relevantes para o negócio.
das empresas triplicaram o faturamento.

Edição 2019

Em 2019, o programa esteve presente em 8 cidades de Santa Catarina: Concórdia, Florianópolis, Indaial, Itapiranga, Rio do Sul, Tijucas, Timbó e Tubarão. Foram mais de 900 inscrições no site, 589 MEIs iniciando o programa e 381 sendo certificados!

A rede de mentores contou com 270 empresários, professores e especialistas em assuntos de empreendedorismo. 

O impacto direto chega a 1.200 pessoas no estado inteiro em apenas 3 meses de programa.

Resultados de 2019

novos empregos foram gerados.
mil novos clientes.
dos participantes tiveram aumento no faturamento.
consideram que participar do Salto foi importante ou muito importante para ganhar visibilidade, reconhecimento e credibilidade em relação a seus negócios.
mil reais somando todos os aumentos de faturamento.
dos participantes consideram que as Prefeituras apoiam o MEI na formalização e na capacitação emocional e técnica.

Quer conferir mais informações sobre o impacto, a avaliação, o perfil dos MEIs, depoimentos e a rede de mentores?

Confira aqui o nosso Relatório de Impacto Estadual 2019, nele compartilhamos todos os detalhes da evolução do programa e os resultados que estamos colhendo.